Postado em 07 de Maio de 2018 às 15h29

Transporte Público Limpo

Energia Limpa (7)

Tarifa Comercial Zero começará a funcionar em maio interligando quatro centros comerciais da cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

No início de março, a prefeitura do município de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, homologou a licitação da compra de três ônibus elétricos e, segundo informações da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), os veículos darão início a segunda etapa do projeto Tarifa Comercial Zero.

Volta Redonda é a primeira cidade do País e da América Latina que realizou uma compra pública de ônibus elétrico. E a primeira do estado do Rio de Janeiro que tem coletivo elétrico.

Segundo Eli Alves, gestor da Central Geral de Compras (CGC), no edital, além de que os ônibus sejam elétricos, a prefeitura exigiu uma garantia de 20 anos ao município. “É um patrimônio ecologicamente correto, com baixo custo de manutenção de pneus e de energia elétrica. Isso não tem nem comparação aos veículos que utilizam combustíveis fósseis. O projeto ‘Tarifa Comercial Zero’ vai beneficiar a economia da cidade, já que vai circular nos principais centros comerciais da cidade”, comentou o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.

O projeto prevê a interligação dos quatro principais pontos comerciais da cidade – Avenida Amaral Peixoto, Aterrado, Retiro e Vila Santa Cecília – num transporte gratuito para a população.

Quando o projeto estiver com três ônibus elétricos, o tempo de espera dos passageiros nos pontos será dentre 20 e 25 minutos – o que deve acontecer, de acordo com a prefeitura, ainda neste mês de maio. Os veículos contam com wifi, ar-condicionado, carregador de celular e velocímetro exposto ao passageiro. Na primeira etapa do Tarifa Comercial Zero, o percurso tinha 12 quilômetros e a autonomia da bateria do ônibus elétrico é de 400 quilômetros.

Com o projeto, a prefeitura pretende melhorar a experiência em mobilidade urbana dos passageiros de Volta Redonda. “É um sistema moderno que engloba todas as teorias sobre a mobilidade urbana do mundo. Estamos realizando a inclusão social, com o transporte gratuito; a mobilidade urbana, retirando carros das ruas e incentivando o transporte coletivo de massa; o meio ambiente, com a emissão zero de poluente; além de fomentar a economia da cidade, com o maior número de pessoas nos centros comerciais”, explicou Samuca Silva.

O projeto Tarifa Comercial Zero começou a ser executado em Volta Redonda, em caráter experimental, em outubro do ano passado, com a circulação do primeiro ônibus elétrico do estado do Rio de Janeiro.

Veja também

Porto Alegre tem ponto de ônibus com energia solar06/04/18Foi instalada no final de março, a primeira parada sustentável da capital gaúcha, que pretende instalar mais cinco pontos de ônibus ao longo do ano. As chamadas “paradas sustentáveis” vão transformar luz solar em energia limpa e renovável. Por meio de placas solares instaladas no topo da estrutura é gerado energia e feito a cogeração de créditos em kw/h. Isso permitirá que toda a demanda energética para o funcionamento do ponto de ônibus seja suprida. É o caso da tela LCD de......
Fontes renováveis na Cidade Maravilhosa12/06/17Famoso ponto turístico do Rio de Janeiro funciona há um ano com energia solar. Uma das principais práticas sustentáveis é a geração de energia limpa, seja nas casas, empresas ou nos espaços públicos. Trata-se de uma maneira de garantir energia oriunda da própria natureza, gerada de......
Transporte público elétrico22/02Prefeitura de Volta Redonda, RJ, vai acrescentar dois ônibus elétricos para o programa 'Tarifa Comercial Zero'. Volta Redonda, no Rio de Janeiro, vai ganhar mais dois ônibus elétricos para compor a frota do ‘Tarifa Comercial Zero’. Os veículos já estão empenhados e, de acordo com o secretário municipal de......

Voltar para (NOTÍCIAS)