Postado em 26 de Junho de 2017 às 14h29

Pará terá primeiro viaduto do País para travessia da fauna

Resp. Ambiental (35)

Como uma ponte para ajudar a passagem da vida selvagem com segurança pelas vias, projeto visa diminuir o atropelamento de animais.

Visando reduzir o número de atropelamentos de animais nas rodovias, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu uma determinação a favor da Licença de Instalação (LI) nº 934/2013, emitida para a construção do Ramal Ferroviário Sudeste do Pará, que resultou na criação do primeiro viaduto para travessia de fauna (overpass) do Brasil.

Como uma pontes de animais para ajudar a passagem da vida selvagem com segurança pelas vias, o projeto, inédito em território nacional, irá fazer uma nova construção sobre a ferrovia, que cruza a Floresta Nacional de Carajás em dois pontos onde a vegetação está em estágio médio ou avançado de regeneração. Para definição dos locais mais adequados para criação da travessia, cada trecho foi projetado conforme a análise de características do local, como: o tráfego da região, condições das estradas, paisagem espacial e até o porte dos animais silvestres presentes nas redondezas.

De acordo com o Ibama, Estudos de Ecologia de Estradas estimam que anualmente cerca de 450 milhões de animais selvagens morrem atropelados nas estradas e ferrovias brasileiras, que se estendem por aproximadamente 1,7 milhão de quilômetros.

“Ao possibilitar uma travessia segura para os animais e permitir a dispersão de espécies que precisam de áreas extensas para sua sobrevivência, os viadutos não apenas reduzem a perda de biodiversidade, mas também os acidentes envolvendo pessoas”, afirmou o Instituto em nota.

Desta forma, o objetivo do viaduto inédito, além de possibilitar uma travessia segura para os animais, é permitir a dispersão de espécies que necessitam de áreas mais extensas para sobreviver, evitando a perda da biodiversidade e possíveis acidentes.

Exemplos internacionais

A solução mais procurada para atender à essa classe de animais, até então, era a instalação de túneis subterrâneos, mas o resultado positivo do uso de overpass para fauna em países da Europa e América do Norte chamaram atenção da equipe de licenciamento ambiental brasileira, que decidiu apostar na eficiência da medida em território nacional.

O Ibama confirmou que já existem registros de trânsito de capivaras, tatus, jaguatiricas, tamanduás-bandeira, cachorros do mato, cutias, iguanas e gatos-mouriscos no local. Outras 30 passagens foram instaladas ao longo dos 100 quilômetros do ramal.

Essas informações serão apresentadas semestralmente pelo Programa de Monitoramento e Mitigação de Atropelamento de Fauna previsto na licença.

 

*Informações: Pensamento Verde e Assessoria de Imprensa do Ibama

Revista Servioeste Saúde e Meio Ambiente - O Parque Nacional de Banff, em Alberta, Canadá, abriu seis viadutos e 38 passagens inferiores para manter a segurança da vida selvagem local.
O Parque Nacional de Banff, em Alberta, Canadá, abriu seis viadutos e 38 passagens inferiores para manter a segurança da vida selvagem local.

Veja também

Brasil protege espécies migratórias silvestres02/02/18A relação inclui espécies como baleias e golfinhos, tartarugas, aves e morcegos, que necessitam de medidas destinadas à conservação e restauração dos habitats. No dia 24 de janeiro, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) divulgou a lista de animais silvestres que necessitam de reconstrução de habitat, as espécies variam entre golfinho a aves. Toninha (Pontoporia blainvillei), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), pássaro-preto-de-veste-amarela (Agelaius flavus), baleia-franca-austral (Eubalaena australis), boto cinza (Sotalia......
Do lixo ao luxo22/12/17O processo de reciclagem dos metais nobres envolve alta tecnologia, fazendo com que muitas empresas brasileiras esbarrem na falta de técnica. Por Samara Grando Metais nobres são todos os metais resistentes à corrosão e à oxidação, átomos que apresentam dificuldade de reagir quimicamente com outros elementos. São considerados metais nobres......
Entra em vigor novas regras para Resíduos de Serviços de Saúde19/12/18Resolução trata sobre as práticas de manejo, armazenamento, coleta e transporte dos resíduos e de seu destino final de acordo com o grupo de risco. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa publicou em 28 de março de 2018 a Resolução RDC n° 222, que regulamenta os requisitos de Boas Práticas de Gerenciamento de Resíduos de......

Voltar para NOTÍCIAS