Postado em 06 de Junho de 2018 às 15h50

Hemocentros participam de ferramenta do Facebook

Vida Saudável (34)

Seis bancos de sangue são escolhidos no Brasil para a criação de uma nova plataforma do Facebook. O objetivo é ampliar a base de doadores de sangue no País.

A nova ferramenta permite que os cidadãos se cadastrem e recebam notificações quando os bancos de sangue realizarem eventos para atrair voluntários ou quando os hemocentros solicitarem o reforço urgente do estoque de sangue. A ferramenta do Facebook, lançada no final de maio, é resultado de um trabalho conjunto com o Ministério da Saúde, bancos de sangue centrais e especialistas em saúde, para garantir que pessoas em todas as regiões sejam beneficiadas com a doação de sangue.

Na primeira fase, participam: o HemoCe (Ceará), na região Nordeste; HemoPA (Pará), na região Norte; Fundação Hemocentro de Brasília (Brasília), no Centro-Oeste; no Sudeste, HemoRio (Rio de Janeiro) e Pró-Sangue (São Paulo); e na região Sul, o Hemosc (Santa Catarina).

No Brasil, são cerca de 3,4 milhões de doações de sangue por ano. Dados de 2016 indicam que 1,6% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde tem se esforçado para aumentar a taxa, e esta será mais uma ferramenta para ajudar.

"Com esta nova ferramenta, o Facebook se torna uma ponte entre os Hemocentros e os possíveis doadores de sangue", comenta Patrícia Carsten, gerente técnica do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc). A unidade catarinense disponibiliza sangue para 248 hospitais e clínicas do estado.

Como usuários serão notificados

Quando os Hemocentros estiverem buscando doações, poderão criar posts especiais para divulgação ou navegar até facebook.com/findblooddonors. O Facebook notificará automaticamente os doadores de sangue que estiverem próximos para que possam ajudar. Os doadores irão ver a solicitação e poderão entrar em contato diretamente com os bancos de sangue. O Hemocentro solicitante não poderá ver nenhuma informação sobre o doador, a menos que o doador a forneça explicitamente quando responder.

Quando os bancos de sangue realizarem uma campanha de doação de sangue, poderão criar um evento no Facebook e os doadores próximos serão automaticamente notificados. Esses doadores verão o evento e, caso queiram, poderão indicar se pretendem comparecer ou estão interessados em ir.

O Brasil é o quarto país em que a ferramenta está disponível. Na Índia, Bangladesh e no Paquistão, mais de 8 milhões de pessoas se registraram para serem doadoras de sangue na rede social. Por aqui os usuários já podem se registrar como doador de sangue em seu perfil ou acessando facebook.com/donateblood. Essas informações permanecerão, por padrão, privadas e definidas com visibilidade "Somente Eu", mas as pessoas poderão compartilhar seus status de doadoras mais amplamente.

*Fonte: Governo do Estado de SC

Veja também

Dia Mundial de Luta contra a Aids01/12/17HIV entre adultos jovens cresce 43% em Santa Catarina nos últimos três anos, alerta Secretaria da Saúde. No Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado em 1º de dezembro, a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC) alerta para o crescimento do número de casos de infeções pelo HIV, o vírus da Aids, especialmente entre os adultos jovens. Desde 2014, quando a infecção pelo HIV passou a ser de notificação obrigatória, o número......
Perdido na memória25/09/19 No Brasil, estima-se que 55 mil novos casos de demências ocorram todos os anos, a maioria decorrentes de Alzheimer. A doença, que silenciosamente nos faz esquecer dos contrastes da vida assusta por não apresentar uma causa exata, nem......
Baixas temperaturas favorecem o surgimento de doenças respiratórias21/05/18O frio chegou e com ele também as famosas doenças do inverno. Resfriados, gripes, sinusites e asma são algumas das enfermidades comuns da estação. A mudança de temperatura, em especial no inverno, causa maior irritação e infecções das vias aéreas superiores (IVAS). Segundo o otorrinolaringologista Dr. Rodrigo Kohler, essa influência acontece, pois ficamos......

Voltar para NOTÍCIAS