Postado em 21 de Maio de 2018 às 14h51

Baixas temperaturas favorecem o surgimento de doenças respiratórias

Vida Saudável (31)

O frio chegou e com ele também as famosas doenças do inverno. Resfriados, gripes, sinusites e asma são algumas das enfermidades comuns da estação.

A mudança de temperatura, em especial no inverno, causa maior irritação e infecções das vias aéreas superiores (IVAS). Segundo o otorrinolaringologista Dr. Rodrigo Kohler, essa influência acontece, pois ficamos mais tempo em locais fechados e sem ventilação adequada, com uma maior concentração de poluentes no ar, deixando os ambientes mais frios e úmidos, o que pode proporcionar infecções.

“Roupas guardadas, contato com ácaros, gotícolas de saliva transmitidas através de tosses e espirros, além de compartilhamento de copos e talheres e até mesmo toalhas, deixam a pessoa mais vulnerável a adquirir uma infecção. Coriza, tosse, espirros, mal estar e dor corporal são os principais sintomas e as crianças e os idosos os mais afetados”, exemplifica o médico.

Conforme o Dr. Kohler, além da gripe, as tão famosas “ites” (sinusite, faringite, amigdalites) são as doenças mais comuns de se manifestar no inverno. “Os vírus são responsáveis por 90% das tão faladas ‘ites’. Existem inúmeros deles, portanto, mesmo o paciente sendo vacinado, pode adquirir a doença, devido à diversidade de sorotipos. Mas lembre-se, a vacinação é importante e evita casos graves da doença”, alerta.

O médico explica que os resfriados comuns têm uma evolução mais branda, como tosse e coriza, dor corporal, febre baixa, mas que não atrapalham as suas atividades diárias. Já as gripes, causada pelo vírus Influenza, tem o quadro mais intenso, com uma dor corporal abrupta e intensa, febre alta e mal-estar, dor de cabeça e, se não tratadas adequadamente, pode, evoluir para complicações como a otite, sinusite e até pneumonia. “As rinites têm como causa mais comum os alérgenos (poeira, ácaro, mofo), que devem ser tratados não apenas com medicamentos, mas também com a higiene ambiental. Já a sinusite, desde que tratada adequadamente, tem cura. Ao apresentar uma sinusite aguda secundária a um resfriado, pode usar os medicamentos corretos e resolver a infecção, porém existem alguns casos em que a sinusite se torna crônica e, às vezes, a única solução é a cirurgia”, orienta Dr. Kohler.

Portanto, fique atento. Se os sintomas de resfriado piorarem após cinco dias ou persistirem por mais de 10 dias, você pode ter uma complicação. O mais comum é a infecção bacteriana secundária, que precisa ser diagnosticada e tratada o quanto antes. O recomendado é seguir acompanhamento médico.

Dicas de Controle e Prevenção

  • Sempre deixar o ambiente ventilado;
  • Lavar as mãos com frequência, todos os dias;
  • Beber bastante água, mesmo sem sentir sede;
  • Manter o nariz sempre hidratado (lavar com soro fisiológico);
  • Quando tossir ou espirrar, proteger com lenços a boca e o nariz;
  • Evitar contato de crianças sadias com pessoas apresentando IVAS;
  • Evitar acúmulo de poeira em casa;
  • Evitar varrer a casa com vassoura, prefira passar pano úmido;
  • Lavar e secar ao sol mantas, cobertores, blusas de lã guardadas por muito tempo;
  • Dormir bem (tratar ronco e insônia, para melhorar as defesas do organismo).

Veja também

Dia Mundial do Câncer05/02/19O dia 4 de fevereiro é o Dia Mundial do Câncer e pesquisa alerta para que sobreviventes da doença mudem seu estilo de vida. Sobreviver ao câncer é o principal objetivo de qualquer paciente com a doença. Pesquisa pioneira do Instituto Nacional de Câncer (INCA) mostrou que o desafio, no entanto, não termina com o fim do tratamento. A pesquisa Compreendendo a Sobrevivência ao Câncer na América Latina: Os casos do Brasil foi desenvolvida ao longo dos anos de 2014 e 2015, com 47......
Como manter a saúde durante o inverno27/06/17Cuidado com o choque térmico ao sair de ambientes aquecidos. As variações de temperatura de um ambiente para outro necessitam de atenção especial. Ao sair da academia, por exemplo, para encarar as baixas temperaturas no ambiente externo, é fundamental agasalhar-se. Afinal, o corpo......
No mundo da lua09/07/19 Desatenção, procrastinação ou excesso de energia. Para alguns pode ser algo normal do dia a dia, mas para outros vai muito além disso: é diagnóstico para Transtorno de Déficit de Atenção......

Voltar para NOTÍCIAS