Postado em 12 de Junho de 2017 às 10h22

Fontes renováveis na Cidade Maravilhosa

Energia Limpa (7)

Famoso ponto turístico do Rio de Janeiro funciona há um ano com energia solar.

Uma das principais práticas sustentáveis é a geração de energia limpa, seja nas casas, empresas ou nos espaços públicos. Trata-se de uma maneira de garantir energia oriunda da própria natureza, gerada de fontes renováveis.
Pensando nisso, o Bondinho do Pão de Açúcar, um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro, aderiu à sustentabilidade. O teleférico passou a ser movido à base de energia solar renovável, em 2016, com a instalação de painéis de placas fotovoltaicas, através do projeto da Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar (CCAPA) – administradora do teleférico – em uma parceria com a Panasonic e a empresa de energias renováveis Alsol.

Ao longo de seis meses, foram instalados 42 módulos, sendo 32 deles sobre a Estação de número 3 do Morro da Urca, última parada até o topo do Pão de Açúcar. Além disso, o projeto contou com 10 placas fotovoltaicas em uma parede vertical, no restaurante.

O uso de placas e painéis solares já representa uma economia mensal de dois megawatts da rede convencional, o equivalente ao consumo médio de dez famílias brasileiras, segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Com a utilização do sistema de captação de energia fotovoltaica no local, cerca de seis toneladas de CO2 deixarão de ser emitidas por ano.

Os painéis solares também garantem o aquecimento de água, a partir da radiação solar, que é utilizada em um dos restaurantes do Morro da Urca. O aquecimento da água se dá de forma contínua durante o dia e inclusive em dias nublados com baixa luminosidade. São formas encontradas de produzir energia renovável e, conforme a assessoria de imprensa da CCAPA, a companhia pretende investir em novos projetos sustentáveis de eficiência energética nos próximos anos. Tudo para estar em sintonia com a operação do próprio Bondinho, um sistema de transporte considerado limpo, de alta capacidade e que não emite ruído.

Veja também

Transporte Público Limpo07/05/18Tarifa Comercial Zero começará a funcionar em maio interligando quatro centros comerciais da cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro. No início de março, a prefeitura do município de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, homologou a licitação da compra de três ônibus elétricos e, segundo informações da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), os veículos darão início a segunda etapa do projeto Tarifa Comercial Zero. Volta......
Porto Alegre tem ponto de ônibus com energia solar06/04/18Foi instalada no final de março, a primeira parada sustentável da capital gaúcha, que pretende instalar mais cinco pontos de ônibus ao longo do ano. As chamadas “paradas sustentáveis” vão transformar luz solar em energia limpa e renovável. Por meio de placas solares instaladas no topo da estrutura é gerado energia e feito a cogeração de créditos......
Universidade de Chapecó adere à captação de energia limpa12/06/17São 220 módulos de painéis fotovoltaicos que transformam a luz solar em energia, disponibilizada no sistema elétrico da instituição. Ao caminhar pelos corredores da Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó é possível observar um conjunto de placas fotovoltaicas sendo instalado junto a um de seus blocos. O equipamento......

Voltar para (NOTÍCIAS)